terça-feira, 19 de julho de 2011

Passo a passo


Sou um bicho estranho, confesso. As coisas estão ali, na minha cara, palmo do nariz, e eu faço de conta que não vejo. Como se negá-las fosse uma forma de resolvê-las. Como se fechando meus olhos para elas, fatalmente - ou felizmente - se autoextinguissem. Ledo e pobre engano. Abro os olhos e estão ali, do jeito que deixei, como louça suja na pia. Ninguém vai limpar. Ninguém vai resolver. Ninguém vai se descabelar, a não ser eu. O máximo que vai acontecer é  a sujeira acumular mais e mais. Os pratos se enfileirarem na pia. A roupa na gaveta das sujas.E eu, minha lista interminável de pendências. E, bem sei, o mundo está cheio de 'sabotadores de tarefas', não sou só eu. Se for internada por isso, ah, abram as portas, que comigo vai muita gente!
A cabeça humana chega  ser engraçada  na forma que nos prega peças. Sabemos o que tem que ser feito e deixamos passar, obrigações e até oportunidades, por medo de enfrentar ou sei lá o que. Nossa intuição está lá, sempre a postos, e nos fazemos de surdos. Tapados. Preguiça de viver, talvez, já que viver inclui tudo isso. Empurramos para amanhã as coisas que, sabemos, deveriam ser feitas hoje. E sabemos o quanto nos alivia a mente se resolvemos. Se fazemos. Se limpamos a pia e deixamos tudo luzindo. Está certo, amanhã, quem sabe pia novamente lotada, mas com outras coisas, permitidas, esperadas ou não, mas outras coisas. No meu caso, não uma pia, mas uma das tantas listas que faço -  e da qual acham até graça. Então, como diria Dona Betinha, ' me dá uns cinco minutos',  e resolvo fazer tudo de uma só vez, uma atrás da outral sem cansar, nem parar para pensar, num só dia,  parecendo uma louca desvairada - mas leve. E que delícia é riscar as pendências, uma a uma, no final do dia, amassar o papel das chatices e jogá-lo fora.
Respiro e deixo minha'lma livre para, enfim, me viver...Dei mais um passo, talvez pequeno para os outros, mas um gigante para mim. E que venha o amanhã e me traga a coragem que tive hoje , de dar um passo de cada vez, mas dar...

"Não são os grandes planos que dão certo. São os pequenos detalhes."
Stephen Kanitz, colunista da revista Veja, mestre em prever falências. Quem sabe destas, da vida...

Um comentário:

  1. Semre que deixo a louça na pia, olho bem e digo... vc não vai a lugar nenhum mesmo, então espere!
    ;)
    BJo Joy!
    Ary.

    ResponderExcluir